sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Teu Corpo no Meu corpo

Teu corpo no meu…

O teu corpo me realiza,
me enlouquece de tesão,
me deixa louco de desejo…


Fecho os olhos
e fico imaginando
e me delicio com nossos momentos...

Entre quatro paredes não há barreiras,
nem limites para a nossa ganância
de poder, tara, tesão, desejo e pura sedução…




O nosso desejo exala perfume,
a nossa história é única,
(pelo menos para mim…)
pura sem deixar de ser sensual
e bem safada ao mesmo tempo…


Sempre quero mais
a todo momento,
seja á luz do sol,
seja á luz das estrelas…


Basta o teu olhar
e meu corpo se une ao teu,
nossas bocas se tocam,
nossas línguas se enlaçam
nossas mãos se movem energicamente
sem pudor explorando cada gruta vulcânica
em sintonia dançante dos nossos corpos que vibram,
enrijecem e se acendem como faróis num poder total de cura,
de alivio, fogo, tesão e paixão num encaixe perfeito
como o côncavo e convexo.


Ahhhh, desejo, tesão… será apenas isto que sinto em relação a ti
fecho os olhos quando quero ver-te
linda, sorridente e com esse ar deliciosamente safado
é delicioso imaginar o que fazemos entre quatro paredes,
sem receio, sem vergonha e sem pudor….


Ahhhh, desejo esse perfume
que exala quando te amo
é o puro perfume de uma história de vida
de carinho, atenção e prazer…


Ahhhh, desejo como não querer
mais e mais de você,
se foi te ver e enlouquecer
meu desejo por ti é tão imenso e intenso
quanto no primeiro dia em que te tive…


Realmente é o côncavo e o convexo,
o verdadeiro fogo da paixão...

Um comentário:

  1. Olá! Belo poema!
    Marcia Kanitz
    Poesia é Arte..
    poesia_earte@hotmail.com - facebook

    ResponderExcluir